"Eu Lhe Proposto Ao Papa Francisco, Um Concerto Com Músicas De Missa" 2

“Eu Lhe Proposto Ao Papa Francisco, Um Concerto Com Músicas De Missa”

Faça sentir é um disco muito dançante. Será que Estamos diante de uma nova Laura Pausini? Durante toda a minha carreira eu tenho procurado fazer coisas diferentes pra músicas que são mais conhecidas. Quem me segue desde 1993 entende que eu tenho um repertório mais pop do que recorro durante as turnês. Quero que toda a minha música represente o meu feitio, que não é só desolado: o disco tem baladas, alguma música roqueira e furiosa e outras música popular e de dança.

foi publicado que dedicael disco pras mulheres, no entanto eu sei que pretende clarificar isto. Nunca escrevo uma música especificamente para um gênero. É claro que em diversas ocorrências a uma mulher que é mais complexo ser robusto, aí estão todas as denúncias sobre isso agressões, porém no momento em que me lançou para ocupar algo, eu não penso que sou uma mulher.

eu Sou um ser humano e o mais complexo é o respeito entre seres humanos. Dedico o disco às pessoas com temor de se expressar como de fato são. Uma fragilidade que você superou com a maturidade. Ocorreu-Me principlamente na minha existência privada. Para poder fazer-me amar ao máximo potenciava o que a outra pessoa gostava de mim e se era um problema, o esconda. No fundo, tratava de ser outra.

  • 2 Sucessão e conseqüências
  • Vivia na escuridão, porém a tua presença me alumbro meu destino
  • seis “você É como uma droga pra mim”
  • Não me faça sofrer, supera os problemas que te impedem de entrar a mim

, E isso não dá certo. Não há que desperdiçar anos de tua existência pra tentar ser quem você não é. Era jovem e, ao encerramento, me descobri sozinha; sem a pessoa a quem queria tomar. Contrariei minhas fragilidades e assim como percebi que os defeitos conseguem ser para alguns, todavia compõem a minha personalidade: sou deste modo e quero usufruir. Eu adoraria que oferecesse um conselho para jovens que nos leiam e estejam sobrecarregados pelo motivo de sentem-se inferiores.

Como somos é o fundamento por que estamos vivos no universo. É o ponto principal: não ser todos parelhos. Se os outros te julgam e te adaptas aos seus gostos não se permitirá desfrutar da experiência de existência. É significativo crer pela personalidade e nos discursar: “o

para Que se vá a merda e paciência, neste momento lhe gustei pro outro”. Também é inteligente usar o humor. Você o faz com freqüência: tais como, ao comparar teu traseiro com o de Kim Kardashian. No fim dos anos 90, no momento em que eu comecei, todas as famosas tinham supercuerpazo. Eu ia tapadísima e senti desonra do meu anus.

Contudo, nos últimos anos, especialmente nos EUA, tudo é excessivo: peito, bunda, lábios… A primeira vez que vi a Kim Kardashian me senti como Kate Moss, na década de 90 (risos). Com o passar dos anos você se acostuma seus defeitos ou isso que a gente descobre que são defeitos. Claro que eu não amo da minha bunda, contudo eu tenho e localizei alguém que gosta. E quando eu me sinto, eu estou muito confortável!

Falava do assédio às mulheres. Qual a recomendação daria pra uma guria que senta-se em uma ocorrência indesejável? É muito respeitável a união de homens e mulheres para cessar com o pânico de denunciar e apontar diretamente. Também há homens que contam histórias e vivem selvajaria, seja verbal ou física.

Não eu aprovo tanta separação entre eles e elas. Por todo caso, é respeitável ter a valentia de não se calar. Alguns a definem como “a cantora italiana mais espanhola”. Italianos e espanhóis temos em comum que políticos corruptos saem reeleitos. O que localiza que deve ser? O problema não é só do povo: se você tem 5 candidatos e são a toda a hora os mesmos, o

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima