Lobisomem: O Apocalipse 2

Lobisomem: O Apocalipse

lobisomem: o Apocalipse (Werewolf: The Apocalypse em inglês) é um jogo de rpg lançado na companhia White Wolf, em que o jogador interpreta um homem lobo. Os homens-lobo (chamados de guerreiros apaixonados e poderosos em sua língua) são guerreiros de Gaia (a Mãe Terra) que lutam contra o Apocalipse, o encerramento dos tempos profetizado, que anuncia a destruição do universo. Os guerreiros apaixonados e poderosos possuem cinco formas, desde o lobo ao humano, passando por duas maneiras intermédias e a mais conhecida, Crinos, típica dos homens lobo.

Todos os Bête (algumas raças morfolóide) possuem mais de duas maneiras, afastando-se da crença popular de que os Homens-Besta só possuíam uma maneira mais além da humana. Os lobisomens conseguem nascer de pai e mãe humanos, lobos, ou lobisomens. Se um guerreiros apaixonados e poderosos, que nasceu de mãe loba será um Lupus, e se um guerreiros apaixonados e poderosos nasce de uma mãe humana será um Hominídeo. Os guerreiros apaixonados e poderosos nascidos da união de dois homens lobo são chamados de Métis; esta combinação é proibida por Gaia e os filhotes nascem deformados (física ou psicologicamente) e são estéreis.

O patrocínio de um homem lobo é a fase da lua ante a qual nasceu. Embora pareça claro, o patrocínio tem uma vasto ação na vida do guerreiros apaixonados e poderosos, visto que instaura, em grande medida, seu posicionamento, seus poderes e tuas habilidades inatas. Há cinco auspícios, segundo a lua está na fase de lua nova, crescente, média, gibosa (mais que a média e menos do que cheia) e cheia. Lua nova: Ragabash. Ladrões, espiões, ladinos, embaucadores. Se divertir brincando com os limites das leis, brincalhões por natureza, bons em esconder-se, entender segredos e de fala acessível.

Só um fundamentado estúpido ignora a sabedoria que se esconde por trás do disfarce do trapaceiro: Leva a alegria pros corações ferozes, e a humildade para aqueles que devem de uma interessante dose dela. Além disso, a Lua Nova, costuma ter uma astuta perspicácia que lhe converte em um respeitável conselheiro (ou cúmplice). O Ragabash ocupa um recinto inusitado na população dos homens lobo. São diversos os que recelan de seus gestos imprevisíveis e teu característico senso de humor, mesmo que costumam conceder-lhe as boas-vindas e carta branca na sua vida quotidiana do clã.

  • Trepatroncos barrado do norte, Dendrocolaptes sanctithomae
  • Presente: compre um ninho, envie-o com uma almofada pequena, prática e linda
  • Garajau-patinegro, Thalasseus sandvicensis
  • Declárase o natal, a “Lapageria Rosea”, a flor nacional do brasil.
  • No Last.fm há mais fato sobre o assunto Câncer
  • Fila brasileiro

A Lua Nova, pra de uma estranha maleabilidade dentro das estruturas normalmente rígidas da sociedade guerreiros apaixonados e poderosos. Sempre que existe uma tensão no ambiente, o Ragabash a dissipa, entretanto corre o risco de que uma garra se abalance sobre isso tua feliz garganta. Tem um valor diferente ao do guerreiro, muito valorizada pelos Anciãos mais inteligentes. É o que “põe em incerteza os métodos”, o Ragabash tem a obrigação de ser o advogado do diabo. Ser um Lua Nova, é qualquer coisa mais do que ter carta branca para fazer travessuras ou não obedecer a autoridade: é uma verdadeira responsabilidade.

O Ragabash não necessita pôr em incerteza as tradições ou as leis de ânimo suave, no entanto que necessita estar bem informado para propagar o seu ponto de visão. Não basta semear a incerteza a respeito do comunicado de um Ancião; o Ragabash tem que contar com um pretexto sólido para poder defender a sua opinião.

Seu trabalho é certificar-se de que seus amigos vejam as duas faces de cada questão e saibam que estão tomando a decisão certa, e não a mais óbvia. É claro que, como o Ragabash sabe a astúcia, as táticas insidiosas e os Dons sutis, também tem certas responsabilidades, como mensageiro, sabotador, ou mesmo como assassino. A Lua nova é a lua do sigilo, e seus filhos têm que usá-lo pro bem dos guerreiros apaixonados e poderosos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima